Pamela

Nascida em Recife - PE, Pamela canta desde os 8 anos de idade. Quando seus pais se converteram - na Igreja Evangélica Cristã Pentecostal da Bíblia do Brasil, em São Paulo - sua mãe Rita, hoje evangelista, fez uma campanha de oração para que Deus despertasse sua filha para algo na Igreja, já que Pamela era muito tímida e não queria nem participar do conjunto infantil. Depois de muitas orações, Pamela foi tocada pelo Espirito Santo do Senhor e sentiu o desejo de ser um instrumento nas mãos de Deus. A partir dessa forte experiência, a menina que era envergonhada começou a cantar, e todos puderam ouvir e ver o talento e a unção que ela nunca havia mostrado. Muitos convites foram surgindo, várias portas foram se abrindo, e hoje, para honra e glória do Senhor, Pamela vem louvando a Deus e levando a mensagem que o mundo precisa ouvir através dos seus louvores. "Eu nunca pensei em ser cantora, apenas senti o chamado de Cristo em minha vida. Hoje, eu canto para adorar e exaltar ao Senhor. Agradeço a Deus por tudo o que Ele tem feito em minha vida", afirma a cantora. O contrato com a MK Music, em 2002, iniciou uma nova fase na carreira da intérprete. Seu primeiro trabalho pela nova gravadora foi Um Passo ao Céu, voltado para o público adolescente. O álbum veio recheado com canções que levam, de uma forma descontraída e com um ritmo moderno, a mensagem de Jesus Cristo. O CD, que teve produção de Wagner Carvalho, é uma ótima opção para que os jovens evangélicos ouçam uma música de qualidade, e não se deixem influenciar pelos apelos seculares das letras musicais dos fenômenos pop da atualidade. Em 2004, Pamela lançou seu segundo trabalho pela MK, A Chuva. O CD, também produzido por Wagner Carvalho, trouxe grande diversidade de ritmos e temas, como o romantismo. Sobre as experiências que tem vivido, Pamela acredita que elas são fruto do plano de Deus para sua vida. Por isso, ela entende que manter a fé e a persistência é fundamental para realizar os sonhos. "Nunca diga que você não é capaz, ou que você não pode. Você pode sim, porque o Senhor é quem o fortalece. E ,se você estiver triste, desanimado, creia que Deus renova as sua forças. O desejo do Senhor é fazê-lo feliz, é fazê-lo vencer. Deixe Ele dirigir a sua vida, deixa Ele guiar os seus passos e, com certeza, Ele o conduzirá ao caminho do Céu", declara Pamela. Em 2006, a cantora lançou seu terceiro álbum, SAL E LUZ, decretando de uma vez por todas que boa música não tem idade e o que importa é fazer a diferença. "E é isso que eu quero ser, sal e luz na terra. Quero fazer a diferença aqui, como Deus fez na minha vida". Na produção musical, o inseparável Wagner Carvalho, que desde o primeiro trabalho acompanha Pamela. Segundo ele, em SAL E LUZ há um resgate do estilo mais acústico presente no primeiro álbum. "A MK investiu para que usássemos violino ao vivo. Por isso, neste CD temos menos eletrônico e uma pegada forte, como se fosse banda ao vivo", adianta Waguinho. Mas, os elementos tecno-pop (com pitadas funk) com os quais a cantora se identifica muito bem, não poderiam estar de fora, claro. Muito menos as canções de amor que ganham toque especial através da voz doce de Pamela. Porém, a pop "Quero Muito Mais" ganhou na preferência do público e foi escolhida como a primeira faixa de trabalho. A música título do CD é uma composição de Léa Mendonça, que diz ter recebido uma palavra de Deus de que a canção deveria ser entregue a Pamela. "Ninguém esperava que ela fosse dar essa música para mim. E tenho certeza de que vai ser um marco no meu ministério", explica. Entre os compositores, além de Léa Mendonça e do próprio Waguinho, nomes conhecidos no segmento como os de Gil, Marcus Vinícius e Marcos Góes. Destaque para a música "Eu Sou do Meu Amado", que tem a participação especial de um coro de crianças. "Outra coisa importante é que a voz da Pamela amadureceu muito. Tivemos a Betânia Lima (grupo Ellas) produzindo a voz dela no CD". Já a sonoridade, segundo Waguinho, é indiscutivelmente a melhor. "Conseguimos reunir o que fizemos de melhor nos outros dois trabalhos", justifica o produtor. SAL E LUZ tem mais um sentido para a cantora: gratidão! Ele foi todo gravando enquanto a cantora passava por um problema familiar muito sério. "Eu e minha família enfrentamos uma tremenda luta com uma enfermidade muito grave na vida do meu pai. E Deus curou meu pai do câncer", relata Pamela e conclui: "Eu nunca tinha tido uma experiência como esta com Deus. Pude ver realmente Deus agir na minha vida de uma forma que nunca vi. Vemos Deus fazer milagres, vemos Deus operar e fazer tantas coisas maravilhosas, mas testemunhei o Senhor operar de uma forma sobrenatural em minha família". Com tanta motivação é muito natural que cantora e produtor qualifiquem SAL E LUZ como o trabalho mais coeso de Pamela. Mas não é só por isso. Houve um perceptível amadurecimento vocal adquirido, em parte, através de muitos shows realizados no último ano. E, também, Pamela e Waguinho puderam trabalhar com muita calma (o projeto teve início em 2004), escolher repertório com critério e fazer todas as experimentações que queriam. Sendo assim, ninguém vai se decepcionar. Afinal, SAL E LUZ tem um pouquinho de cada estilo que a cantora tem aprimorando ao longo do tempo. Pop para a galera mais agitada; canções românticas para os sempre apaixonados; e baladas de adoração para quem acredita que a música rompe fronteiras do sobrenatural. Em 2007, surge um trabalho inovador no ministério da cantora. O álbum PAMELA EN ESPAÑOL é uma evolução natural, que chega num momento especial do ministério da jovem: a maturidade. Por isso, foi desenvolvido com muito carinho e cuidado em todas as etapas. Da escolha do repertório às traduções das canções, ao trabalho em estúdio... Tudo foi conferido de perto pela direção da gravadora MK Music - na escolha do repertório, a presidente Yvelise de Oliveira; na aprovação final, a diretora artística Marina de Oliveira -, que se preocupou com os mínimos detalhes. Pamela contou, também, com a consultoria do chileno Ivan Alfonso Santiago nas versões e durante a colocação de voz. O resultado? Onze lindas canções com interpretação surpreendente e muito tempero brasileiro. "Deus tem aberto portas inesperadas. Não poderia retribuir de outra forma que não fosse com muita dedicação. Afinal, a mensagem da salvação é universal e deve ser propagada com excelência", decreta a cantora.

Álbuns do Artista

Ritmo e Poesia


A Chave


As Dez Mais de Pamela


Pamela En Español


Sal e Luz


A Chuva


Um Passo ao Céu

Agenda do Mês
Nenhum evento encontrado!